Humberto   Bley   Menezes

Prosas e Versos

Textos

AFETO

Quisera não mais cantar,
Em função do desencanto.
Pois o tempo se impõe
Como outono,
Mas insiste em mim,
A primavera.

O afeto e a ternura
Que me torna necessário,
Emocionam,
Ao contemplar
Seus olhos claros,
Grandes e curiosos,
Espionando o futuro
Improvável.
Humberto Bley Menezes
Enviado por Humberto Bley Menezes em 28/12/2019
Alterado em 28/12/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras