Humberto   Bley   Menezes

Prosas e Versos

Textos


O MENINO GENTIL

“Uns governam o mundo, outros são o mundo." B S
Pricipalmente aos quatro anos de idade.


-OI tudo bem?
-Como é seu nome?
-Eu vou bem, obrigado.
-Muiiiiito obrigado.
-Oi vovó querida, sua gostosona.
-Oi vovô querido do meu coração.
-Trouxe presente? Obrigado meu deus.
-Com licença, posso passar? Obrigado.
-Tem uma sobremesinha aí?
Sorvete, leite condensado.
-Vovó faz bolinho de arroz pr’a mim?
-Faz um camarãozinho a milaneza, vovô?
-Vou esperar aquela deliciosa mamãe chegar.
-Oi moço, tudo bem?
-Eu vou bem, obrigado.
-Onde você mora?
-Moro na minha casa.
-Trouxe presente para mim?
-Bom dia vovô ...
-Está bravo vovô?
Deixa eu dar um beijinho.
-Vovó faz brigadeiro?
-É muito bom, delicia...
-Vovô, vou dormir aqui,
-Você vai roncar muito?
-Não estou muito bom,
-Tem um sorvetinho aí?
-Alô vovô, seu cara de pau,
-Ta bom, queridinho do meu coração.

-
"Os Deuses, se são justos em sua injustiça, nos conservem os sonhos ainda quando sejam impossíveis, e nos dêem bons sonhos, ainda que sejam baixos." B S


Humberto Bley Menezes
Enviado por Humberto Bley Menezes em 26/05/2007
Alterado em 31/05/2007


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras